Saiba Escolher Um Sócio Direito Para o Teu Negócio

Várias organizações têm resistência em aceitar em teu quadro de funcionários pessoas tatuadas ou com piercings. É claro que este não necessita ser o único critério de seleção ou desclassificação de um candidato. Mas é caso que instituições de setores mais convencionais, como justo e engenharia, costumam ter restrições com a tatuagem.

Jovem Apátrida Vira Porta-voz Dos Guris Pela Caverna Da Tailândia , caso o futuro profissional ainda não tenha feito o primeiro desenho, vale refletir se o perfil do emprego que deseja condiz com o adorno. No tempo em que empresas de áreas como intercomunicação, marketing, design, publicidade e programação estão mais propensas a aceitar funcionários tatuados, escritórios de advocacia e entidades médicas, a título de exemplo, têm certa resistência. “É em consequência a do segmento dos negócios.

Advertisement

Não é recomendável, tendo como exemplo, que um advogado use piercing num tribunal. É aconselhável que ele tire o objeto”, analisa a sócia e consultora da Ágillis RH, Quem é A Supergata De Duro De Matar 5 . O tamanho e o lugar da tatuagem podem ser fatores desfavoráveis para que pessoas pretende entrar no mercado de serviço. Como as pinturas são feitas, pela maioria das vezes, pela juventude, e ainda não se entende a área e o local de serviço, é prazeroso fazer em locais que possam ser cobertos na roupa.

“Não há dificuldade em fazer, no entanto é preciso ter cuidado com a exibição, até por causa de não temos como controlar o preconceito das pessoas no dia a dia”, esclarece Eline. Durante uma entrevista de emprego, ela aconselha destinar-se com uma roupa que não mostre a pintura. “E não necessita manifestar que tem, isso não é grave. Interessante são as competências, a experiência e a perícia pra aprender”, destaca, salientando que caso a tatuagem seja critério de avaliação profissional, é possível aprender a decisão como “preconceito social”. Integrante de um grupo de Busca em Redes e Telecomunicações da Universidade Federal de Pernambuco (UPFE), Manuela Melo, 42 anos, começou a tatuar o corpo em novembro de 2005, no momento em que neste momento estava por este emprego.

  • 2° Química orgânica e biológica; zoologia geral e parasitologia; farmácia galênica
  • Deduz-se da leitura do 2o parágrafo
  • cinco anos fora da globo “Aprendi a lição”, diz Vera Fischer após castigo pela Televisão
  • Incentive a participação em atividades da organização
  • 9 “The Dress” Josh Berman David Petrarca EUA: 07/08/2009 BR: 11/01/2010 109
  • Considere o que poderia suceder de pior

9 anos depois, ela de imediato soma 15 desenhos, espalhados pelos braços, costas, panturrilhas, perna e pé. “Como comecei a fazer no emprego e continuo nele, não imagino se teria complexidade em achar outro”, diz. Apesar disso, ela é prudente. “Costumo utilizar calças e saias e blusas longas para não chocar, pelo motivo de entendo que outras pessoas não veem com bons olhos.

Advertisement

Quando as pessoas do trabalho me veem pela avenida, com outra roupa e com as tatuagens à mostra, ficam surpresas”, conta. Para Manuela, o preconceito está diminuindo. “Hoje melhorou muito o conceito em relação a isso. Acho que devido a dos artistas que usam. Isso faz as pessoas não recriminarem. Onde Procurar O Primeiro Emprego? mim é uma chatisse, é como se fosse uma vestimenta”, diz.

“Recomendamos que as corporações não discriminem candidatos por causa da tatuagem. Afinal, seria o mesmo que escolher um profissional somente pelo caso de ele ser homem ou mulher, ou ser jovem ou velho. Elas precisam estar mais focadas pela competência do 4,8 Milhões Desistiram De Buscar Emprego Porque Seu Povo Desistiu Deles ”, destaca a consultora. POLÊMICA TAMBÉM NOS CONCURSOS - Do mesmo jeito no mercado de trabalho a polêmica da tatuagem ainda persiste no universo dos concursos públicos. Outras instituições sinalizam em seus editais restrições quanto ao uso dos desenhos no organismo. Na avaliação da especialista em concurso público e proprietária do SOS Concurseiro, Letícia Nobre, a diferenciação é feita por motivos irracionais. “A competência profissional da pessoa não é definida por uma tatuagem. Não vejo problema algum”, defende.

Share This Story

Get our newsletter